Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cloud Berries

Cloud Berries

Broas Castelar

 

Sabem as broas castelar que costumam comprar na pastelaria? Pois é, garanto-vos que estas broas ficam muito melhores. Estas broas ficam muito aromáticas e o seu interior super macio e húmido.

Bem é melhor não dizer mais nada, experimentem e depois digam-me se exagerei ou não.

 

A receita como não podia deixar de ser é da La Dolce Rita. Quando quero arriscar na pastelaria e fazer algo pela primeira vez a primeira pesquisa que faço é sempre confirmar se existe alguma receita da La Dolce Rita. A explicação é simples, as suas receitas são sempre fantásticas, explica tudo de uma forma muito simples e o resultado final nunca desilude.

E se ainda não sabem o que oferecer este natal, o novo livro da La Dolce Rita "uma pastelaria em casa" é um óptima sugestão.

 

 

Ingredientes:

(cerca de 40 broas)

 

400 gr de batata doce (já descascada)

1 pitada de sal

700 gr de açúcar (usei 600 gr)

150 gr de amêndoa ralada

1 limão ou laranja (raspas)

50 gr de coco ralado

150 gr de farinha de milho

75 gr de farinha de trigo

1 c. de chá de canela

3 ovos

ovo e gema para pincelar

 

 

Descasque a batata doce e corte em pedaços. Leve a cozer com água e uma pitada de sal. Quando estiver cozida esmague com um garfo ou um acessório para fazer puré.

Leve este puré ao lume com o açúcar e vá mexendo até levantar fervura. Retire do lume e junte a amêndoa ralada, as raspas, o coco, os ovos e a canela. Envolva tudo muito bem e junte a farinha de milho e a farinha de trigo. Mexa novamente para incorporar as farinhas e leve de novo ao lume, mexendo sempre, até a mistura formar uma bola e desprender bem da panela.

Transfira a massa para outro recipiente, cubra com película aderente. Leve ao frigorífico até arrefecer completamente (cerca de 5 a 6 horas). Convém a massa arrefecer bem para que seja fácil moldar e não se agarre nas mãos.

Retire colheradas de massa e molde o formato das broas.

Coloque as broas num tabuleiro com papel vegetal e pincele com o ovo batido. Deixe secar alguns minutos e pincele uma 2ª vez só com gema batida. É isto que vai permitir que fiquem com aquela cobertura crocante e dourada.

Leve ao forno pré-aquecido a 200º C cerca de 10-12 minutos até ficarem bem douradinhas.

 

 

 

 

 

20171202_143529.jpg

 

 

 

 

 

20171202_143506.jpg

 

 

 

 

 

 

20171202_135213.jpg

 

 

 

 

 

Nota:

Vejam o vídeo da La Dolce Rita:

https://www.youtube.com/watch?v=y0ChFnCfhIc

 

 

 

 

 

Biscoitos de Especiarias Noruegueses (Pepperkaker)

Biscoitos de Especiarias... Gingerbread Cookies... Pepperkaker

 

O Natal está a chegar e na minha cozinha já se sente o cheirinho a especiarias. A receita que vos trago hoje é a versão Norueguesa das tradicionais gingerbread cookies. Na verdade Pepperkaker significa biscoitos de pimenta, mas a essência é a mesma dos gingerbread cookies.

 

A Noruega não é muito rica em culinária, muitos dos pratos tradicionais tem origem dinamarquesa ou sueca, tal como é o caso das Pepperkaker. Mas foi das poucas coisas que senti que eles realmente tem gosto em fazer. Nesta altura é possível encontrar estas bolachas em todos os supermercados, mas também são muitas as pessoas que mantém a tradição de fazer as suas próprias bolachas para a noite de Natal. Na mesa de Natal devem ter 7 tipos diferentes de biscoitos, onde as pepperkaker estão incluídas.

 

Outra tradição forte no Natal é a Gingerbread House e o pudim de caramelo.

 

Podem decorar as bolachas com glacê real.

 

 

 

Ingredientes:

(70 a 80 bolachas)

 

1 ovo

140 gr de manteiga

125 gr de golden sirup *

125 gr de açúcar

375 gr de farinha

2 c. de chá de canela

2 c. de chá de gengibre

1 c. de chá de cardamomo

1/2 c. de chá de cravinho

1/2 c. de chá de pimenta preta

1 c. de chá de bicabornato de sódio

 

* se não encontrarem em Portugal usem melaço

 

 

Coloque um tacho ao lume com o golden sirup e o açúcar até levantar fervura. Retire do lume e adicione a manteiga e envolva. Deixe arrefecer o preparado e só depois adicione os ovos, a farinha, o bicabornato de sódio e as especiarias. Envolva bem a mistura até obter uma massa homogénea.

Faça uma bola com a massa, envolva em película aderente e leve ao frigorífico pelo menos 4 a 6 horas para que fique firme.

Estenda a massa com a ajuda de um rolo. Corte as bolachas com as formas que mais gostar e leve ao forno pré-aquecido a 175º durante 10 minutos.

 

 

 

 

 

20171104_143243.jpg

 

 

 

 

 

20171104_101425.jpg

 

 

 

 

 

20171104_144830.jpg

 

 

 

 

 

20171104_145325.jpg

 

 

 

 

 

20171104_183117.jpg

 

 

 

 

Bolo de Maçã Norueguês (Eplekake)

Apesar da Noruega não ser muito rica no que toca a doçaria, este bolo é sem dúvida o melhor bolo de maçã que já provei.

 

 

Ingredientes:

 

4 maçãs

5 c. de sopa de açúcar

2 c. de sopa de canela em pó

200 gr de manteiga

200 gr de açúcar

4 ovos

170 gr de farinha

1 c. de sobremesa de fermento em pó

2 c. de sopa de açúcar demerara

 

 

Pré-aqueça o forno a 180º C.

Unte e polvilhe uma forma redonda de 24 cm de diâmetro.

Descasque as maçãs e corte em fatias finas.

Adicione o açúcar e a canela e envolva para que fique bem distribuído.

Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme esbranquiçado e homogéneo.

Adicione os ovos, um de cada vez, e bata entre cada adição.

Peneire a farinha e o fermento em pó sobre a massa e envolva.

Distribua metade da massa na forma. Coloque metade das fatias de maçã sobre a massa. Repita novamente a mesma operação.

Polvilhe com o açúcar demerara e leve ao forno cerca de 50 minutos.

 

 

 

 

 

46666544_332237667569838_7135303321455165440_n.jpg

 

 

 

 

 

46508494_1996745180623565_1967923357550641152_n.jp

 

 

 

 

Biscoitos de Especiarias Noruegueses (Pepperkaker)

Salmão com Couve Salteada

Salmão já todos sabem que é prato regular aqui por casa. Por isso, há que variar o acompanhamento. Já vos tinho mostrado aqui como fazer couve salteada.

 

O salmão foi a combinação perfeita para este acompanhamento.

 

 

Ingredientes:

 

2 postas de salmão

1/2 couve branca

4 cogumelos

1 c. de chá de acúcar

1 c. de sopa de sementes de sésamo

Óleo de sésamo q.b

Flor de Sal q.b

Pimenta q.b

Azeite q.b

 

 

Corte a couve e os cogumelos em juliana e reserve.

Coloque ao lume uma frigideira anti-aderente. Quando estiver bem quente adicione as sementes de sésamo e deixe tostar (sem queimar). Em seguida, acrescente o óleo de sésamo e os cogumelos e deixe alourar. Por fim, acrescente a couve e o açúcar e deixe cozinhar em lume médio. O açúcar vai permitir que a couve liberte todos os sucos.Tempere com flor se sal e pimenta.

 

Comece por tempererar as postas de salmão com flor de sal e pimenta.

Coloque um frigideira anti-aderente ao lume com um fio de azeite. 

Não coloque muito azeite porque o salmão vai libertar bastante gordura. É também importante que deixe aquecer bem a frigideira.

Quando estiver bem quente, coloque as postas de salmão com a parte da pele virada para baixo. Assim que começar a cozinhar o salmão vai mudando de cor gradualmente. Tenha atenção para que não esteja demasiado tempo, porque ficará muito seco. O salmão cozinha muito rápido, o tempo varia  de acordo com o tamanho da posta de salmão.

Para as postas de salmão que eu usei 2 minutos são suficientes. Após esse tempo, viro a posta e deixo cozinhar mais 2 minutos.

 

 

 

20160909_200221.jpg

 

Bolo Encharcado de Coco

Esta receita do bolo encharcado de coco é uma receita bem antiga. Por muitas versões que experimente, esta continua a fazer parte das memórias. O que faz com que a repita vezes sem conta.

 

 

 

Ingredientes:

 

3 ovos

125 gr de manteiga

Peso dos ovos em açúcar (em média o peso dos ovos é de 50gr a 70gr)

Peso dos ovos em farinha (em média o peso dos ovos é de 50gr a 70gr)

2 c. de sopa de leite

3 c.de sopa de coco ralado

 

300 ml de leite

Coco para polvilhar

 

 

Pré-aqueça o forno a 180.º

Unte uma forma de bolo-inglês com manteiga e polvilhe com farinha.

Bata as claras em castelo.

Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme esbranquiçado e cremoso. Adicione as gemas e o leite e misture bem.

Adicione a farinha, o coco e o fermento ao creme anterior, alternando com as claras em castelo.

Coloque a massa na forma e leve ao forno aproximadamente 40 minutos.

Retire o bolo do forno e deixe arrefecer dentro da forma. Pique-o muito bem com um palito ou pequeno espeto.

Aqueça os 300 ml de leite e verta sobre o bolo de modo a que este embeba todo o leite. Ao início vai parecer que o bolo não tem capacidade para embeber todo o leite, mas verá que é mesmo assim.

Deixe arrefecer novamente na forma e desenforme cuidadosamente quando estiver frio.

Polvilhe com coco ralado.

 

Pela minha experiência este bolo fica muito melhor no dia seguinte.

 

 

 

 

20161107_192536.jpg

 

 

 

 

20161107_182654.jpg

 

 

 

 

20161107_192438.jpg

 

 

 

 

20161107_192516.jpg

 



 

Pataniscas de Bacalhau

As pataniscas de bacalhau são um clássico da culinária portuguesa e são perfeitas como petisco ou acompanhadas com um arroz de feijão ou tomate.

 

Neste post explico alguns truques para conseguir umas pataniscas bem crocantes.

 

 

Ingredientes:

 

2 postas de bacalhau

1/2 cebola

2 dente de alho

2 ovos

1/2 cerveja ou vinho branco

1/2 caneca de farinha

Salsa fresca

Flor de sal q.b

Pimenta q.b

 

 

Método Tradicional:

 

Retire a pele e as espinhas do bacalhau e desfie-o em lascas.

Pique a cebola e o dente de alho e reserve.

Numa tigela, misture a farinha e os ovos e mexa até obter um creme homogéneo.

Acrescente a cebola e os alhos e envolva. Aos poucos vá juntando a cerveja, que deve estar bem fria.

Por fim, adicione o bacalhau e a salsa.

Tempere com flor de sal e pimenta.

Leve a massa, um pouco, ao frigorífico a repousar.

Numa frigideira anti-aderente, leve ao lume óleo e frite as pataniscas, vertendo pequenas porções com a ajuda de uma colher.

 

 

Yammi:

 

Retire a pele e as espinhas do bacalhau e desfie-o em lascas.

Pique a cebola e o dente de alho na função triturar. Retire do copo e reserve.

Coloque no copo, a farinha e os ovos e programe 30 seg/vel 6.

Acrescente a cebola e os alhos e programe 20 seg/vel 3. Aos poucos vá juntando a cerveja, com cuidado, que deve estar bem fria.

Por fim, adicione o bacalhau e a salsa picada e programe 10 seg/vel 3

Tempere com flor de sal e pimenta.

Leve a massa, um pouco, ao frigorífico a repousar.

Numa frigideira anti-aderente, leve ao lume óleo e frite as pataniscas, vertendo pequenas porções com a ajuda de uma colher.

 

 

Os truques para que as pataniscas fiquem bem crocantes e não ensopadas em óleo são:

 

- Acrescentar a cerveja ou vinho à massa bem frios;

- Deixar repousar a massa, um pouco, no frigorífico;

- O óleo deve estar bem quente.

 

 

 

 

 

20161015_140307.jpg

 

 

 

 

 

20161015_140316.jpg

 

 

 

 

 

 

Sopa de Abóbora, Laranja e Chili Verde

O frio está para durar, e as sopas vieram para ficar.

Com este tempo não há nada melhor que uma sopinha para aconchegar o estômago.

 

 

 

Ingredientes:

 

1kg de abóbora

4 cenouras

2 laranjas (raspa e sumo)

2 cebolas

3 dentes de alho

1 a 2 chilis verdes

Azeite q.b

Flor de Sal q.b

 

 

Corte as cebolas, o alho, as cenouras, o chili verde e a abóbora em brunesa.

Coloque um fio de azeite numa panela e deixe refogar a cebola e o alho. Em seguida, adicione os restantes legumes e deixe "suar" um pouco para que liberte os sabores. Cubra com água e adicione a raspa de laranja.

 Deixe cozinhar até que os legumes fiquem bem macios.

Triture tudo muito bem até obter um creme. Tempere com flor de sal e adicione o sumo de laranja.

Leve novamente ao lume até levantar fervura, adicione os espinafres e retire do lume.

 

 

 

 

20161121_183722.jpg

 

 

 

 

20161122_190429.jpg

 

 

Bolo de Abóbora e Coco

 Um legume típico do Outono, que dá um bolo bem fofinho e húmido.

 

 

 

Ingredientes:

 

4 ovos

70 gr de manteiga

350 gr de açúcar

600 gr de abóbora (pesada com casca, depois de cozida e escorrida dá aprox. 300 - 350 gr)

120 gr de farinha

120 gr de farinha maisena

75 gr de coco ralado

1 c. de sobremesa de fermento

 

 

 

Corte a abóbora em pedaços e coza em água. Depois de cozida coloque sobre um coador para perder toda a água e esmague bem com um garfo. Se preferir use a varinha mágica mas não é necessário. A abóbora deve estar algum tempo a escorrer e se necessário calque um pouco com uma colher para que perca a água.

 

Pré-aqueça o forno a 180.º

Unte uma forma de buraco com manteiga e polvilhe com farinha.

Bata as claras em castelo

Bata as gemas com a manteiga até obter um creme homogéneo. Acrescente o açúcar e bata mais um pouco, até que este se incorpore.

Adicione a abóbora e em seguida os ingredientes secos (farinhas, coco e fermento) aos poucos e envolva.

Por fim, envolva as claras em castelo no creme anterior.

Leve ao forno cerca de 40 - 45 minutos.

 

 

 

 

20161110_215727.jpg

 

 

 

 

20161110_201258.jpg

 

 

 

 

20161110_201327.jpg

 

 

 

 

20161110_215738.jpg

 

 

 

 

20161110_215756.jpg

 

 

 

Como Tostar e Remover a Pele das Avelãs

Gosto bastante de ter frutos secos em casa, entre os quais avelãs. Costumo usar em bolos, saladas ou comer simplesmente tostadas. Quando as avelãs são tostadas ficam muito mais saborosas.

 

Por norma, eu opto sempre por comprar avelãs com pele. Para além de nem sempre conseguir encontrar avelãs sem pele, são muito mais baratas.

 

Retirar a pele das avelãs não constitui nenhum problema, porque é muito simples e rápido. Pode fazer este processo em grande quantidade e guardar em frascos de vidro.

 

 

 

 

Procedimento:

 

Pré-aqueça o forno a 180.º

Coloque as avelãs num tabuleiro e leve ao forno cerca de 10-15 minutos.

Retire do forno e coloque numa peneira.

Mexa a peneira para retirar o excesso.

Retire o resto da pele com as mãos.

 

Em alternativa, pode colocar as avelãs num pano limpo e seco, esfregar durante uns segundos e peneirar em seguida.

 

 

 

 

20161107_170152.jpg

 

 

 

 

20161107_164008.jpg

 

 

 

 

 

 

Molho Pesto

O molho pesto é originário de Itália e tradicionalmente era utilizado em massas.

Mas fica igualmente delicioso em peixes e saladas .

 

 

 

Ingredientes:

 

2 dentes de alho

80 gr de pinhões

125 gr de queijo parmesão ralado

200 ml de azeite

350 gr de manjericão fresco

Flor de sal q.b

 

 

Lave e seque bem as folhas de manjericão. Descasque os dentes de alho.

Coloque todos os ingredientes num processador de alimentos e triture até obter o molho.

Tempere com flor de sal.

Guarde num frasco de vidro com fecho hermético.

 

 

 

 

 

43877895_361088871294975_5362926397507502080_n.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Molho de Maionese, Limão e Alcaparras

Molho Vinagrete

Molho de Maionese, Spring Onions e Limão

Molho de Mostarde e Mel