Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cloud Berries

Cloud Berries

Torta de Cenoura

Esta receita da torta de cenoura é um clássico. Se quer uma torta macia e húmida, esta é a receita perfeita.

A receita dá uma torta média, se quiser uma maior, é melhor duplicar a receita.

 

 

Ingredientes:

 

0.5 kg de cenoura (crua e descascada)

300 gr de açúcar

4 c. de sopa de farinha

4 ovos

Raspa e sumo de 1 laranja

 

 

Método Tradicional

 

Unte um tabuleiro com manteiga e forre com papel vegetal. Unte-o novamente com manteiga e polvilhe com farinha.

Descasque as cenoura, corte-as em pedaços e leve a cozer com água e sal. Depois de cozidas, escorra-as muito bem e reduza a puré.

Coloque o puré numa taça, adicione a raspa e o sumo de laranja, o açúcar, a farinha e envolva bem.

Verta o preparado no tabuleiro e leve ao forno pré-aquecido a 180º C, aproximadamente 20 minutos.

Retire e desenforme em cima de papel vegetal polvilhado com açúcar. Enrole ainda morna com a ajuda do papel vegetal.

 

 

Yammi

 

Unte um tabuleiro com manteiga e forre com papel vegetal. Unte-o novamente com manteiga e polvilhe com farinha.

Descasque as cenoura, corte-as em pedaços coloque no cesto da yammi. Coloque 800 gr de água no copo, introduza o cesto e programe 20 min/ Vel 2/ 100ºC. Escorra a água, deite a cenoura no copo e programe 1 minuto: começando na velocidade 3 e vá aumentando, progressivamente, até à velocidade 7.

Junte a raspa e sumo de laranja, o açúcar e os ovos e misture 5 min/ Vel 4.

Acrescente a farinha e programe 20 seg/ Vel 4.

Verta o preparado no tabuleiro e leve ao forno pré-aquecido a 180º C, aproximadamente 20 minutos.

Retire e desenforme em cima de papel vegetal polvilhado com açúcar. Enrole ainda morna com a ajuda do papel vegetal.

 

 

 

 

 

26551274_1512639542183498_2117680814_n.jpg

 

 

 

 

 

26551106_1512639475516838_1508679285_n.jpg

 

 

 

 

 

26648177_1512639702183482_1244994151_n.jpg

 

 

 

 

 

26551952_1512639688850150_1125865505_n.jpg

 

 

 

 

Broinhas de Batata e Fruta Cristalizada

Estou de volta! Peço desculpa pela ausência mas aproveitei o regresso a Portugal para estar com a família e amigos. O tempo é sempre pouco para quem está longe e por isso, a minha prioridade foi viver os momentos.

Mas agora estou de volta e trago receitas novas para partilhar.

Esta receita é da minha mãe e apesar de eu não ser fã de frutas cristalizadas adoro estas broas de batata. A erva doce dá-lhe um toque especial e faz mesmo a diferença.

E como o dia dos reis está mesmo aí, tem uma boa desculpa para experimentar.

 

 

 

Ingredientes:

 

1 kg de batatas (descascadas)

1 kg de farinha com fermento

500 gr de açúcar

9 a 10 ovos

1 c. de sopa de erva doce

Frutas cristalizadas q.b

 

 

Descasque as batatas e pese já depois de descascadas. Coza-as com uma pitada de sal e reduza a puré.

Deixe arrefecer um pouco o puré e adicione a farinha, o açúcar, a erva doce e envolva. Acrescente os ovos, um a um, e vá amassando. Misture as frutas cristalizadas e amasse novamente.

Faça bolinhas com a mão (se colar use farinha) e coloque sobre um tabuleiro com papel vegetal.

Leve ao forno pré-aquecido a 200º C cerca de 15 minutos ou até ficarem douradas.

 

 

 

 

 

26553526_1512639695516816_1941123700_n.jpg

 

 

 

 

 

26551797_1512639238850195_1287262013_n.jpg

 

 

 

 

 

26648397_1512639722183480_1180190665_n.jpg

 

 

 

 

 

 

26553075_1512639728850146_22932143_n.jpg

 

 

 

 

 

26648230_1512639492183503_1496074184_n.jpg

 

Molotof com Doce de Ovos e Amêndoa Tostada

Para aproveitar as claras que sobraram do Pão-de-Ló de Ovar resolvi fazer um Molotof.

 

Curiosamente nunca tinha feito Molotof, esta foi a minha primeira experiência e correu lindamente.

Tinha um bocadinho de receio, depois de ver tantas pessoas dizerem que nem sempre corria bem. No final da receita irei deixar algumas dicas que considero ser a base do sucesso. Seguindo esses passos não tem como correr mal.

 

 

 

Ingredientes:

 

11 claras

11 c. de sopa de açúcar

1 c. de sopa de caramelo

Sal q.b

 

 

Método Tradicional:

 

Pré-aqueça o forno a 180.º

Bata as claras em castelo com uma pitada de sal. Quando as claras estiverem bem firmes vá adicionando o açúcar aos poucos sem parar de bater. Por fim, adicione o caramelo e continue a bater até que esteja bem envolvido.

Unte uma forma com caramelo.

Coloque colheradas de claras na forma e vá batendo com a forma na bancada para que perca todo o ar. Faça este processo até terminar de colocar todo o merengue na forma. 

Leve ao forno 11 minutos, após esse tempo mantenha o Molotof no forno pelo menos 30 minutos sem nunca abrir a porta do forno.

 

 

Yammi:

 

Pré-aqueça o forno a 180.º

Com a borboleta colocada, insira as claras e uma pitada de sal. Coloque a tampa sem o copo medidos e programe 8 min/vel 4. Quando as claras já estiverem firmes adicione o açúcar e o caramelo aos poucos programando mais 1 min/vel 4.

Unte uma forma com caramelo.

Coloque colheradas de claras na forma e vá batendo com a forma na bancada para que perca todo o ar. Faça este processo até terminar de colocar todo o merengue na forma. 

Leve ao forno 11 minutos, após esse tempo mantenha o Molotof no forno pelo menos 30 minutos sem nunca abrir a porta do forno.

 

 

 

Para a cobertura de doce de ovos eu fui preguiçosa e usei um doce de ovos em pó do Lidl da marca Deluxe que bastava juntar água. Mas pelo que percebi nem sempre existem estes produtos, depende da época do ano.

Mas podem ver a receita de doce de ovos. que uso normalmente, aqui.

 

A amêndoa levei uns minutinhos ao forno para tostar e dar uma textura crocante.

 

 

 

 

 

20161224_191514.jpg

 

 

 

 

 

 

Notas:

  • A quantidade de açúcar e o tempo de forno é igual ao número de claras usadas;
  • Certifique-se que as claras estão bem firmes e não existe líquido no fundo da taça;
  • Deve bater bem com a forma na bancada, para que perca todo o ar existente nas claras e não corra o risco do Molotof abater;
  • Durante o tempo de cozedura não pode nunca abrir o forno. E mesmo após esse tempo deve desligar o forno e manter o Molotof no forno durante pelo menos 30 minutos sem nunca o abrir para que não exista choque térmico;

 

 

Com todos estes passos não tem por que ter receio de fazer um Molotof, garanto que vai sair bem.

 

 

Tigelada

A tigelada é um doce típico da minha região. Nas festas tradicionais de Verão nunca falta tigelada na mesa.

Lembro-me desde sempre de ter este doce à mesa e de fazer as delícias de todos.

Para além de ser um doce tão característico da zona é daqueles doces que nos trazem muitas memórias, que nos remetem para um local. Talvez por isso, quando sai de casa este tenha sido daqueles doces que nunca tentei fazer. Porque ele representa tanto os meus regressos a casa. É lá que gosto de comer a tigelada e é la que me sabe bem. Mais do que um doce, são as memórias, o sentimento de férias e paz que sinto quando volto a casa.

 

Assim que cheguei a casa nas férias de Natal, já se fazia sentir o cheiro a tigelada no forno a lenha. Fazia parte da lista de coisas que tinha dito à minha mãe que queria comer. E é tão bom chegar e sentir logo um aconchego!

 

A receita que partilho hoje é a receita da minha mãe, receita que faz à muitos anos e que eu não troco por nenhuma outra.

Existem receitas que deixam a tigelada com uma consistência de pudim e aspecto uniforme. Com esta receita a tigelada fica com aspecto de favos e uma consistência mais leve. Provavelmente o segredo está mesmo no uso de forno a lenha.

 

 

 

Ingredientes:

 

1l de leite

10 ovos

350 gr de açúcar

 

 

 

Método Tradicional:

 

Coloque os ovos e o açúcar na taça e bata com uma vara de arames. Adicione o leite e volte a bater mais um pouco.

Coloque num tacho de barro e leve ao forno a lenha cerca de 3h.

O ideal é a tigelada ser confeccionada num forno a lenha bem quente para que ganhe a crosta tão característica. Mas, como já não é tão usual ter fornos a lenha pode usar o forno eléctrico a 200º C.

Para verificar a cozedura da tigelada use um palito, que deverá sair "seco".

A tigelada é servida no tacho onde foi cozinhada. É normal formar uma espécie de água no fundo.

 

 

Yammi:

 

No copo com a borboleta, coloque o açúcar e os ovos e programe 3 min/vel 4.

Adicione o leite e programe 2 min/vel 4.

Coloque num tacho de barro e leve ao forno a lenha cerca de 3h.

O ideal é a tigelada ser confeccionada num forno a lenha bem quente para que ganhe a crosta tão característica. Mas, como já não é tão usual ter fornos a lenha pode usar o forno eléctrico a 200º C.

Para verificar a cozedura da tigelada use um palito, que deverá sair "seco".

A tigelada é servida no tacho onde foi cozinhada. É normal formar uma espécie de água no fundo.

 

 

 

 

 

20161224_190616.jpg

 

 

 

 

 

20161224_190613.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Casa de Gengibre (Gingerbread House)

Uma das tradições na Noruega nesta época é as casas de gengibre. Todos os miúdos constroem as suas próprias casas e decoram com guloseimas.

Nunca tinha feito uma casa de gengibre e estava curiosa por experimentar. Eu optei por comprar a casa já pronta na Tiger. Sei que também existe no Ikea.

Depois fiz um glacê real e decorei a minha casa de gengibre. Não usei guloseimas e fiz uma casa simples apenas em tons de branco e vermelho.  Para dar cor ao glacê basta adicionar algumas gotas de corante alimentar. Depois de decorada basta esperar que todas as peças sequem antes de começar a construir a casa.

Para a construção da casa usei também o glacê com cola. Aqui a tarefa exige um bocado de paciência porque à uma altura em que parece que a nossa casa vai desabar.  

 

O gingerbread men que está ao lado da casa é um dos biscoito de especiarias que fiz.

 

 

Glacê Real

 

2 claras de ovos L

350 gr de açúcar em pó

 

 

Misture metade do açúcar com as claras até ficar uniforme.

Junte o restante açúcar e bata com a batedeira até fazer picos firmes.

Coloque num saco de pasteleiro e use para decorar e contruir a casa.

 

 

 

 

 

24204841_1526191657430571_1728817024_n.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arroz Doce na Yammi

Até hoje sempre tinha feito esta receita de arroz doce. Mas como estava com preguiça, resolvi colocar a yammi a trabalhar. Depois de pesquisar algumas receitas de arroz doce na Yammi, resolvi fazer uma adpatação das várias que encontrei. E resultou num arroz doce muito cremoso e saboroso.

 

 

 

Ingredientes:

 

200 gr arroz carolino (usei especial para arroz doce)

200 gr de açúcar

1.5 l de leite

4 gemas

1 pau de canela

1 pitada de sal

Zeste de 1/2 limão

 

 

Coloque no copo o leite, o arroz, a zeste de limão, o pau de canela e a pitada de sal e programe 35 min/ 90º C/Vel 2 na Rotação Inversa.

Retire a tampa, envolva com a espátula e verifique a cozedura do arroz. Caso seja necessário programe mais tempo.

Num recipiente à parte envolva as gemas com o açúcar e adicione um pouco do leite que está no copo, de forma a temperar as gemas para que não cozam.

Programe 12 min/ 90º C/Vel 1 na Rotação Inversa e, com a máquina em funcionamento, verta pelo orifício da tampa a mistura das gemas.

Retire o pau de canela e a zeste de limão e coloque em taçinhas individuais ou numa travessa.

Sirva polvilhado com canela.

 

 

 

 

 

24201342_1524117500971320_1098587908_o.jpg

 

 

 

 

 

Canapés de Salmão Fumado com Endro

Salmão fresco, salmão fumado... salmão, salmão!

Quem me segue sabe que gosto bastante de salmão. Hoje, deixo aqui uma entrada simples, mas muito saborosa, com salmão fumado.

 

Nesta receita usei salmão fumado com endro, mas se não encontrar use o normal

 

 

Ingredientes:

 

Crostinis

Salmão fumado com endro

Alcaparras

Philadélfia

Pimenta q.b

 

Coloque o salmão fumado por cima do crostini, um bocadinho de philadélfia e uma alcaparra. Tempere com pimenta.

E está pronto a servir.

 

 

 

088.jpg

 

 

099.jpg

 

 

 

 

 

 

Biscoitos de Canela

Como por aqui continua a nevar, hoje foi dia de fazer uns biscoitos para acompanhar com o chá.

Estes biscoitos são bastantes crocantes por fora e macios por dentro.

Com a mesma receita fiz 2 tipos de biscoitos. Com metade da massa segui apenas a receita que aqui deixo. Na outra parte do final dei um toque extra de canela, polvilhando os biscoitos com mais canela.

E o resultado é que ambos estão fantásticos. Como podem ver pelas fotos ainda estavam na grelha a arrefecer quando começaram a desaparecer.

 

 

 

Ingredientes:

 

350 gr de farinha

2 ovos

100 gr de manteiga

125 gr de açúcar

1 c. de sopa de canela

 

 

Método Tradicional:

 

Pré-aqueça o forno a 200º C.

Misture a farinha com o açúcar e a canela.

Adicione a manteiga em pedaços e envolva com as mãos até obter um aspecto de areia grossa.

Adicione os ovos e amasse até que todos os ingredientes estejam bem ligados.

Molde os biscoitos dando o formato que quiser.

Disponha sobre um tabuleiro com papel-vegetal e leve a cozer durante cerca de 15 minutos.

 

 

Yammi:

 

Pré-aqueça o forno a 200º C.

Coloque todos os ingredientes no copo e programe 2 min/Vel 6.

Molde os biscoitos dando o formato que quiser.

Disponha sobre um tabuleiro com papel-vegetal e leve a cozer durante cerca de 15 minutos.

 

 

 

 

 

20170227_185620.jpg

 

 

 

 

 

20170227_185718.jpg

 

 

 

 

 

20170227_185121.jpg

 

 

 

 


  

Leite Creme

Uma sobremesa muito simples e que se presta a várias versões.

Simples, queimado ou com canela, faz as delícias de todos.

 

 

Ingredientes:

 

1l de leite

180 gr de açúcar

6 gemas

3 c. de sopa de farinha maisena

3 cascas de limão

1 pau de canela

 

 

Numa tigela misture as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Adicione a farinha maisena e envolva novamente. Adicione o leite e misture bem.

Coloque o creme numa tacho com a casca de limão e o pau de canela e leve a lume brando sem parar de mexer (aproximadamente 10-12 minutos).

Quando atingir o ponto de estrada, retire do lume. Retire as cascas de limão e o pau de canela e distribuia por taças.

 

Se optar por colocar canela, deve fazê-lo enquanto o creme estiver morno. Deste modo absorve mais o sabor.

Se quiser torrâ-lo, deixe arrefecer. Cubra com açúcar e queime com o maçarico.

Neste leite creme, optei por uma versão diferente do tradicional, coloquei raspas de trufa.

 

 

 

20160907_192951.jpg