Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cloud Berries

Cloud Berries

Francesinha

A Francesinha é um prato típico e originário do Porto. 

Como tenho um Portuense em casa, já experimentei as melhores francesinhas. Não existe visita ao Porto que não inclua Francesinha. Como tal a expectativa é sempre alta.

Mas quando nos vemos num país onde não existe nada do que estamos habituados, temos que nos contentar com uma tentativa de francesinha.

A receita que vos deixo seria a receita a seguir. Aqui foi impossível encontrar salsicha fresca e linguiça, como tal, usei linguiça fumada. Não se assustem e não digam que assim não é francesinha, porque eu sei. Mas para ter linguiça fumada, tive que a trazer de Portugal. Como devem imaginar trazer salsicha fresca na bagagem de porão não era viável

Quanto aos bifes também não é fácil encontrar, daí usar entrecôte.

Mas posso garantir-vos que mesmo assim me soube muito bem.

 

 

 

Ingredientes:

 

1 entrecôte (aprox. 500 gr) ou bifes do lombo

Linguiça

Salsicha fresca

Fiambre fatiado

Queijo fatiado

1 cebola

2 dentes de alho

1 piri-piri

1 lata de polpa de tomate

1 cerveja 0.33cl

1 caldo de carne biológico

1 pitada de tabasco

1 c. de chá de maisena

1/2 c. de chá de açúcar

Pão de forma caseiro

Louro

Azeite q.b

Flor de sal q.b

 

 

 

MOLHO:

 

 

Método tradicional:

 

Corte dois bifes de entrecôte e use as aparas para o caldo

Num tacho, ao lume, coloque as aparas e deixe cozinhar em lume alto.

Junte um fio de azeite, a cebola, os alhos, a folha de louro, o piri-piri e a salsa cortados grosseiramente e deixe refogar.

Adicione a maisena, a polpa de tomate e o açúcar e deixe cozinhar durante 10 minutos

Acrescente a cerveja, o caldo de carne, o tabasco e a flor de sal até que esteja bem apurado.

Em seguida. deve coar o caldo caldo. Volte a colocar no tacho, ao lume, para que se mantenha quente enquanto prepara a francesinha.

 

 

Yammi:

 

Corte dois bifes do entrecôte e use as aparas para o caldo

Coloque as aparas no copo e programe 10 min/120ºC/vel 1.

Junte um fio de azeite, a cebola, os alhos, a folha de louro, o piri-piri e a salsa cortados grosseiramente e programe 7 min/120ºC/vel 1.

Adicione a maisena, a polpa de tomate, o açúcar e programe 10 min/120.ºC/vel 1.

Acrescente a cerveja, o caldo de carne, o tabasco, a flor de sal e programe 10 min/120.ºC/vel 1. Rectifique os temperos.

Em seguida. deve coar o caldo caldo. Volte a colocar o caldo na yammi enquanto prepara as francesinhas. Programe 5 min/100.ºC/vel 1.

 

 

 

 

MONTAGEM:

 

 

Pré-aqueça o forno a 200.º C

Corte 4 fatias de pão de forma. Coloque num tabuleiro e leve ao forno a torrar. Em alternativa, pode torrar o pão no grelhador que vai usar para os bifes.

Tempere os bifes com sal e pimenta. Enquanto torra o pão, grelhe os bifes, a salsicha e a linguiça

Comece por colocar uma fatia de pão, seguida de queijo, salsicha fresca, fiambre, bife, linguiça. Termine com a outra fatia de pão, coberta com queijo.

Leve ao forno a gratinar.

Finalize com o molho anteriormente preparado.

Acompanhe com batatas fritas.

 

 

 

 

 

20170124_194238.jpg

 

 

 

 

 

20170124_184151.jpg

 

 

 

 

 

20170124_185244.jpg

 

 

 

 

 

20170124_185321.jpg

 

 

 

 

 

20170124_192749.jpg

 

 

 

 

 

20170124_193142.jpg

 

 

 

 

 

20170124_193500.jpg

 

 

 

 

 

20170124_193102.jpg

 

 

 

 

 

20170124_193231.jpg

 

 

 

 

 

20170124_194232.jpg

 

 

 

 

 

20170124_194245.jpg

 

 

On Tour | Cantinho do Avillez - Porto

Tinha alguma curiosidade por conhecer o Cantinho do Avillez no Porto. Em termos de ambiente o espaço é simples e descontraído. A cozinha é essencialmente de inspiração portuguesa, apesar de se notar algumas influências de outros países.

 

Como queríamos experimentar vários pratos, optámos por pedir várias entradas e alguns pratos principais e partilhar.

 A comida era muito saborosa e demonstrava bastante cuidado na confecção. A apresentação apesar de simples era cuidada.

Gostei muito de todas as entradas, mas os nuggets de bacalhau ficaram na memória. Nos pratos principais o risotto de cogumelos com vieiras foi sem dúvida o meu preferido. Sou suspeita, adoro um bom risotto.

As sobremesas talvez tenha sido o que menos me chamou à atenção. Gulosa como sou, a lista das sobremesas é sempre das primeiras coisas que vejo. As sobremesas que provei apesar de serem boas não superaram as expectativas.

 

 

 

 

 

20171226_141911.jpg

Nuggets de bacalhau com maionese de alho e cebolinho

Camarões à Bulhão Pato

 

 

 

 

 

20171226_141306.jpg

 Atum de conserva caseira com gengibre e lima

 

 

 

 

 

20171226_143710.jpg

 Farinheira com broa de milho

 

 

 

 

 

20171226_150809.jpg

 Fígados de aves com cebola e porto

 

 

 

 

 

20171226_152616.jpg

 Lascas de bacalhau, migas soltas, ovo BT, e azeitonas explosivas

 

 

 

 

 

20171226_152619.jpg

 Vieiras salteadas com risotto de cogumelos portobello

 

 

 

 

 

20171226_152622.jpg

 Vitela de comer à colher com molho de caril

 

 

 

 

 

20171226_155044.jpg

 Avelã 3

Toucinho-do-céu com sorvete de framboesa

Panna cotta de baunilha com coulis de framboesa

 

 

 

 

 

On Tour | Tapabento Trindade

Porto..Porto...Porto uma cidade cheia de encantos e recantos e onde se come sempre tão bem. Desta vez, para além dos sítios habituais, fui conhecer um novo restaurante o Tapabento Trindade.

 

Já sabia da existência do Tapabento e já tinha ouvido maravilhas sobre o serviço. Na altura da decisão entre qual dos dois ir não foi fácil, porque quem já conhecida apenas tinha boas coisas a dizer de ambos. Aproveitamos o facto de o TapaBento Trindade ser o mais recente e lá fomos nós.

O espaço é super confortável e aconchegante.

O que mais me chamou à atenção foi sem dúvida o serviço. Infelizmente nem sempre é fácil encontrar pessoas com um sorriso na cara e no TapaBento o serviço foi excepcional. São super atenciosos, simpáticos mas não abusivos. Gostei!

Quanto à comida não tenho nada a apontar, adorei tudo o que experimentei. Nota-se muito trabalho em cada prato. Bastante cuidado na conjugação de sabores e na apresentação.

 

Costumam dizer que uma imagem vale mais do que mil palavras...então cá vão as fotos.

 

 

 

20160803_201644.jpg

Selecção de pão variado

 

 

20160803_202932.jpg

 Sopa cremosa de peixes e camarão selvagem

 

 

20160803_203906.jpg

 Quinta do Portal colheita

 

 

20160803_205440.jpg

 Bacalhau confitado em azeite de Vila Flor

 

 

20160803_205450.jpg

 Acompanhamento do Duck Wellington

 

 

20160803_205501.jpg

Duck Wellington

 

 

20160803_205512.jpg

 Entrecôte de Black Angus

 

 

20160803_205625.jpg

 Rodovalho em manteiga noisette

 

 

20160803_215004.jpg

Magnum de Beterraba

 

 

20160803_215009.jpg

 José Mauro Vasconceles - "Meu pé de laranja - lima"

 

 

20160803_215242.jpg

 Bolo de banana da Madeira e nozes

 

 

 

 

Melhor mesmo do que verem as fotos é passarem por lá e saborearem estes deliciosos pratos. Eu por cá, vou aguardando novamente pelas férias. Porque este é sem dúvida um lugar a voltar.

 

 

Mais informações:

http://www.tapabento.com/

https://www.facebook.com/TapabentoTrindade/?fref=ts

 

 

 

 

On Tour | Conga - Casa das bifanas #1

Ir ao Porto é sempre sinónimo de grandes roteiros gastronómicos. Como é óbvio a Conga faz parte dos lugares a repetir.

A Bifana da Conga é de longe a melhor bifana que já comi. Uma verdadeira mistura de sabores e paladares.

A carne, emerge no molho picante e suculento, o que a torna única.

 

A Conga é daqueles sítios que se volta vezes sem conta.

 

 

1931396_949917305058012_3041514962484823489_n.jpg

 

 

Era mesmo isto que eu precisava agora. Mas terei que me contentar com uma Dahls, que é um bocadinho manhosa. A bifana então, bem posso esquecer.

 

 

 

Mais informações:

https://www.facebook.com/CONGACASADASBIFANAS/timeline